PELOS BIGODES DE FRIEDRICH NIETZCHE

A vida não é só flor, também é náusea

E muita vez o bom é o perturbado

Que sorve e mal digere o veneno

Razão do erro próprio e do alheio

Na bolha de total assepsia

qualquer poeira causa alergia

se não tem contato com a doença

Um corpo não adquire resistência

 

A bile acumulada se vomita

Descarrega-se violentamente

Jamais odiaremos nosso amor

Mas nosso ódio amaremos sempre

 

As vezes fumar um pouco de tabaco

Aquece o corpo e tira a umidade

E um doce depois da batata frita

Não nutre mais alegra a barriga

Um fim de amor ou uma rejeição

Confiar e sofrer uma traição

Ou trair quem confia por vaidade

É fazer parte da humanidade

 

Sem pé na jaca a vida não é vida

Sem pé por mão não rola bananeira

Nem nunca alcança a sabedoria

Que não se deixa dizer uma asneira

 

Meu super-homem não é feito de aço

Mas frágil, cheio de sensibilidade

Chora abraçado com um cavalo

De pena do homem do chicote

 

O heroico mesmo é meio bandido

Um Brad Pitt que é Tyler Durden

E que destrói algo que acha bonito

Dá a cara a tapa e explode edifício

Pra ter saúde às vezes é preciso

travar contato com uma doença

Quero cheirar fumaça de óleo diesel

Me embriagar até que alguém me esqueça


Warning: Division by zero in /home/nogoders/public_html/tunapunkrock.com/wp-includes/comment-template.php on line 1379

Comments are closed.